Tudo o que precisa de saber sobre os nossos melhores amigos!
18.2.09

Podemos especular o que quisermos mas tenho 90% de certezas que a Lilo foi abandonada. Parece conhecer mais ou menos as regras de casa e é muito obediente.

Uma das grandes causas de abandono das cadelas é o facto de estas engravidarem. Os donos ficam sem saber o que fazer com os cachorros e então acabam por descartar a fêmea. Para que estas situações se evitem, o melhor a fazer é esterilizar as cadelas o mais cedo possível. Isto é, por volta dos 6 meses e após o primeiro cio (estro). Assim a probabilidade de surgirem ninhadas indesejadas fica reduzida a zero.

Aconselho, então, que esterilize o seu cão, cadela, gato, gata, coelho/a, etc!

A cirurgia tem um pós-operatório relativamente fácil e, a longo prazo, fica muito mais barato que a administração de contraceptivos. A cirurgia diminui também o risco de aparecimento de tumores nas cadelas e diminui a tendência dominante nos cães. Quanto a efeitos secundários, apenas está provado que pode levar a um pequeno aumento de peso nas fêmeas, que pode ser controlado com uma ração específica, ou não, se não for necessário. Nos machos não há efeitos secundários apesar de haver muitos mitos em relação a estes.

 

 

ruffus, às 15:48  comentar

Ontem por volta das 17 horas fui ter com a minha irmã à escola dela. Enquanto esperava pela minha irmã ao portão da escola, vi uma cadelinha que estava rodeada de crianças. Assim que pude, chamei-a para a minha beira e era evidente que estava prenha. A barriga estava bastante saliente apesar de ainda não ter leite. O meu coração partiu-se e não consegui deixá-la lá. Pedi a umas meninas que me tomassem conta dela enquanto que fui comprar uma trela, de emergência, a uma clínica que está muito próxima da escola. Coloquei-lhe a trela e "arrastei-a" para a clínica veterinária onde estou a trabalhar.

A Lilo tinha a pelagem muito suja e estava muito apática.

Logo que cheguei, a Lilo foi examinada pela Dra. Isabel Madureira (a veterinária exemplar e muito simpática com quem tenho o grande prazer de trabalhar) que também se apaixonou imediatamente por ela. A temperatura da Lilo estava um pouco baixa (37, 7 ºC) mas a auscultação correu muito bem. De seguida, demos-lhe banho uma vez que a sujidade era imensa, assim como o odor. Foi muito bem seca e depois aplicámos-lhe a pipeta (para parasitas externos) e o comprimido (para parasitas internos). Verificámos se a Lilo tinha microchip (OBRIGATÓRIO) mas o detector não acusou.

Pusemos ao dispor da Lilo água e ração para cachorros, já que estava subnutrida e vai ser mamã, necessitando de mais nutrientes que o normal. Acomodámo-la para a noite e fomos para casa.

Hoje quando cheguei à clínica a Lilo ainda dormia e, por isso, tive de a acordar para ela dar o seu passeio matinal.

 

 

Agora que a Lilo está instalada e cuidada, vamos aguardar que ela tenha os filhotes para a podermos esterilizar.

 

(a barriga da mamã)

 

Se puder apoiar-nos monetariamente para ajudar a pagar o tratamento da Lilo e dos seus bebés ou a sua  esterilização POR FAVOR ligue para o 964740708 ou 969424601.

A Lilo está hospedada na Clínica Vetrinária S. João - BRAGA e esperamos que encontre nova família.

 

SE QUISER ADOPTAR A LILO BASTA LIGAR PARA UM DOS NÚMEROS ACIMA INDICADOS

 

ruffus, às 11:02  comentar

 
mais sobre mim
Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

17
19
20
21

22
26
27
28


links
subscrever feeds
blogs SAPO